Projeto Bossa Nova por Newton Banks se prepara para voltar ao palco do ETECM

No dia 29 de julho, a Escola Técnica Estadual de Criatividade Musical recebe mais um recital do projeto que faz releituras violonísticas do repertório Bossa Nova

Por Clara Albuquerque

DSC00113Quem está com saudades dos recitais do projeto Bossa Nova por Newton Banks vai adorar saber e quem deseja apreciar um agradável momento de Música de qualidade e uma boa conversa, lema do projeto, vai se interessar em conhecer o trabalho deste violonista que se prepara para mais uma apresentação. No dia 29 de julho, a Escola Técnica Estadual de Criatividade Musical (ETECM), situada no bairro da Boa Vista, no Recife, receberá, mais uma vez, o projeto que faz um trabalho de resgate e releitura violonística das obras dos compositores que fizeram parte do movimento Bossa Nova, no Brasil, a partir do final da década de 1950. O recital começa às 18h.

Newton Banks, violonista erudito e idealizador do projeto, ansiou por fazer um trabalho com músicas populares em 2011. “Sou um grande apreciador do movimento Bossa Nova. Foi, sem dúvida, um período de efervescência musical, em nosso país. Então, quis resgatar, através do projeto, as histórias de composição dos personagens atuantes e, também, apresentar uma releitura das músicas, no violão, tanto pra quem quer relembrar essa época como pra os jovens que, ainda, não conhecem. Acho que todos devem ter a oportunidade de ouvir o repertório da Bossa Nova”, diz o músico. O projeto já visitou diversas instituições educacionais e pontos turísticos da cidade de Olinda, como as igrejas.

Para este recital, Newton preparou um repertório recheado de obras de grandes compositores como Chico Buarque de Holanda, Tom Jobim, Vinícius de Moraes e Garoto. Entre uma música ou outra, o artista aproveita para interagir com o público contando um pouco das histórias onde os músicos dessa geração estiveram envolvidos e que acabaram por influenciar no estilo bossa nova de compor. “Esse trabalho é muito fluido. É interessante como um recital nunca se iguala a outro. É um momento em que eu me sinto à vontade, e o público também, de refletir sobre essa musicalidade e, também, de fazer contrapontos com a realidade contemporânea da música brasileira, mais de quarenta anos após o surgimento da Bossa Nova”, explica Newton.

Você está convidado para uma noite agradável de boa música e conversas interessantes. Venha reviver ou conhecer o movimento Bossa Nova, um dos mais lindos da História da Música Popular Brasileira!

Serviço:
O quê: Recital do projeto Bossa Nova por Newton Banks
Quando: 29 de julho de 2014, às 18h
Onde: auditório do ETECM (Rua da Aurora, 439, Boa Vista, Recife)
Entrada franca.

5 perguntas sobre Maninha

Por Clara Albuquerque DRT/PE 4916

O 5 perguntas de hoje traz 5 respostas sobre a música Maninha.

especial50_4Quando e por quem foi composta? É uma canção de Chico Buarque de Holanda composta em 1977.

O que diz e pra quem diz? À primeira ouvida, traz a sensação de recordação de bons tempos que acabaram contra a vontade do eu que conta a história. Chega a dar a impressão de um mal de amor sofrido por alguém que foi abandonado. Chico conta que, na época, gostaria de escrever algo com a palavra “maninha” porque muito já havia se escrito com ela (assim como iaiá ioiô) e acabou por compô-la para Miúcha cantar, não pelo fato de serem irmãos. Segundo ele, maninha, na canção, tem o sentido de “querida”.

Que características lembram mais sua época? A música tem um tom metafórico muito utilizado nos anos 70, época do regime militar brasileiro. O próprio Chico, diria, no documentário Vai passar, que o pronome “ele”, do texto de Maninha, referia-se à situação da ditadura. Diz o compositor: “é uma canção zangada disfarçada de delicadeza, falando de uma infância imaginária”.

O que o Brasil estava vivendo quando foi composta? O país estava sob a repressão militar. Foi o ano em que estudantes universitários de todo o país se reuniram no campus da Faculdade de Medicina da UFMG, em Belo Horizonte, e saíram de lá presos.

O que é capaz de despertar? Uma nostalgia, uma saudade, uma procura pelo que fez algum sonho naufragar em nossa própria vida.

Abaixo, um vídeo da música Maninha na interpretação de Chico e Miúcha mais alguns comentários do compositor sobre a música. Assista!

▪ Vote na nossa enquete no box à sua direita!

Fontes:

Maninha. Chico Buarque. Disponível em: http://musicaemprosa.musicblog.com.br/414581/Maninha-Chico-Buarque/. Acesso em 13.05.2014.

Nossa história: estudantes do Brasil decidiram em 1977 enfrentar repressão militar. Disponível em: http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2013/06/22/interna_gerais,410680/nossa-historia-estudantes-do-brasil-decidiram-em-1977-enfrentar-repressao-militar.shtml. Acesso em 27.03.2014.

5 perguntas sobre Zequinha de Abreu

Por Clara Albuquerque DRT/PE 4916

Zequinha de Abreu-foto1O 5 perguntas de hoje traz 5 respostas sobre Zequinha de Abreu.

Quem foi? Um compositor que se popularizou, na música popular brejeira, no Brasil, no início do século XX. Chamava-se José Gomes de Abreu (1880-1935) e nasceu em Santa Rita do Passa Quatro, em São Paulo.

Do que abusava, tecnicamente? Suas especialidades eram os gêneros valsa, choro, tango, marchinhas e foxtrote.

Do que mais se influenciou? Em São Paulo, estudou num seminário, onde obteve seu primeiro contato com a música. Posteriormente, a cantora Carmen Miranda o faria mais conhecido na música.

Quais as composições mais lembradas? O chorinhoTico-tico no fubá é, sem dúvida, a mais lembrada, com regravações em todo o mundo. Há, também, as valsas Branca e Aurora.

O que a sua música representou para a MPB? Ele contribuiu para que o carisma brasileiro fosse conhecido internacionalmente.

 

▪ Vote na nossa enquete no box à sua direita!

 

Fonte: Zequinha de Abreu. Disponível em: http://cifrantiga3.blogspot.com.br/2006/04/zequinha-de-abreu.html. Acesso em 12 de maio de 2014.

Enquete: A mídia tem dado o espaço que a MPB merece?

Por Clara Albuquerque DRT/PE 4916

Pen writing a cross in the box.No mês de maio, são comemoradas datas significativas para a comunicação e para a cultura que muita gente, ainda, não conhece. É o caso do último dia 3, onde se comemorou o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa. No dia 17, será comemorado o Dia Mundial das Comunicações e, também, o Dia Mundial da Internet. Em 21 de maio, comemoramos o Dia Mundial para o Desenvolvimento Cultural e, no dia 23, o Dia Mundial da Comunicação Social.

Por gerarmos conteúdo, diretamente, ligado à MPB e à Bossa Nova, o blog quer saber de você:

 A mídia tem dado o espaço que a MPB merece?

 Vote no box, à sua direita, na nossa home e participe da nossa pesquisa!

Abraços e boa música!

5 perguntas sobre a música Valsinha

Por Clara Albuquerque DRT/PE 4916

O 5 perguntas de hoje traz cinco respostas sobre a música Valsinha. Confira!

Vinicius e Chico são os compositores de Valsinha

Vinicius e Chico são os compositores de Valsinha

Quando e por quem foi composta? Em 1971 por Chico Buarque de Holanda e Vinicius de Moraes. A música é de Vinicius e a letra o próprio Vinicius assume que de Chico e que ele, apenas, deu uma “aparafusada geral”. O primeiro título, sugerido por Vinicius, para essa música foi Valsa Hippie. Na época, os compositores trocaram muitas ideias por cartas dando forma à canção.

O que diz e pra quem diz? A letra é muito bela, traz a ideia de um amor resgatado, de uma postura diferente de olhar para o outro, mesmo após tanto tempo de convivência e do quanto este olhar interfere primeiro na forma de cada um olhar para dentro, depois, na forma como as pessoas passam a olhar para quem enxerga a própria beleza interior.

Que características lembram mais sua época? Pelas cartas trocadas entre Vinicius e Chico, nota-se uma característica muito peculiar de quem se preocupa com a música enquanto arte: o texto precisava ser bem escrito e as palavras precisavam obedecer a sua pronúncia natural, mesmo cantadas.

O que o Brasil estava vivendo quando foi composta? Foi o ano em que o Brasil se retirou da Organização dos Estados Americanos porque não conseguiu um plano conjunto de ação contra o terrorismo. Foi, também, o ano de inauguração do aeroporto de Brasília e da última partida do jogador Pelé, na seleção brasileira de futebol.

O que é capaz de despertar? Sobretudo, emoção. A melodia nos leva a ficar atentos à história que está sendo contada e, no âmbito do sentimento, traz a sensação de que todos, ao ouvirem, podem se identificar, ou mesmo, contemplar a beleza da mensagem da música.

Abaixo, você pode assistir a um vídeo com o Chico fazendo observações sobre a música e a interpretando, também. Vale a pena ver!

Fontes:

Valsinha. Disponível em: http://www.deixoler.com/2007/05/valsinha.html. Acesso em 21 de abril de 2014.

Valsinha – a história. Disponível em: http://www.engrenagemhumana.com/2012/01/valsinha-historia.html. Acesso em 21 de abril de 2014.

O que aconteceu em 1971?. Disponível em: http://www.diasdoano.com.br/ano/1971.html. Acesso em 21 de abril de 2014.

Brasil cronologia. Disponível em:http://almanaque.folha.uol.com.br/brasil70.htm. Acesso em 21 de abril de 2014.