Bossa Nova na Web: documentário Tom e a Bossa Nova

Por Clara Albuquerque

DRT/PE 4916

Na estreia da sessão Bossa Nova na Web, a dica é o documentário Tom e a Bossa Nova, do Projeto Cultural Nacional, gravado em 1993. O vídeo tem duração de cerca de uma hora e está disponível no Youtube, olha só!

É um trabalho super gostoso de assistir. Com narração de Marcelo Tas, oferece um apanhado geral da história do compositor Tom Jobim com o movimento da Bossa Nova, considerado a maior revolução musical brasileira pela criação de um novo som através da depuração da batida do samba. Então, você verá depoimentos do próprio Tom e de vários compositores estrangeiros admiradores do trabalho dele. Também, vários clipes com as músicas dele. Um verdadeiro festival de opiniões e impressões sobre a Bossa Nova que foi influência de tantos músicos americanos como o Gerry Mulligan, por exemplo.

Há referências do sucesso estrondoso de Garota de Ipanema, considerada a música que foi mais tocada, no mundo, na época, e sobre a sociedade brasileira no início dos anos 1960. Como o Brasil respirava o movimento musical criado por João Gilberto, Tom e Vinicius de Moraes, surgiu o que foi chamado de “febre da Bossa Nova”, que gerou um poder de venda de diversos produtos.

A difusão da Bossa, internacionalmente, aconteceu através do filme Orfeu Negro, que ganhou a Palma de Ouro em Cannes, e a música brasileira fez o maior sucesso, lá fora. Então, tem passagens engraçadas dos americanos tentando transformar a Bossa numa dança.

Da mesma forma que a Bossa veio revolucionar a musicalidade brasileira, ela, também, veio mexer com o brio da música americana. Não havia como não se encantar e se influenciar com a beleza, a sensação de estar flutuando na riqueza melódica, harmônica e rítmica podendo encontrar a sofisticação e a simplicidade caminhando lado a lado.

Espero que vocês gostem do vídeo! Deixo um verso que Tom escreveu para Vinicius, seu maior parceiro, e que é declamado por ele no documentário, para finalizar:

“Meu querido poetinha

Não consigo te esquecer

E morro, neste piano

De saudades de você”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s